México flag México: Contexto político-econômico

Contexto econômico do México

Indicadores econômicos

O México está entre as 15 maiores economias do mundo e é a segunda maior economia da América Latina. O país é altamente dependente dos Estados Unidos, o seu principal parceiro comercial e destino de quase 80% das suas exportações. De acordo com o FMI, o PIB cresceu cerca de 3,2% em 2023, impulsionado por um sector de serviços robusto (particularmente no retalho), um mercado de trabalho resiliente, fluxos de remessas de expatriados nos EUA e uma massa salarial crescente. As perspectivas do FMI prevêem uma expansão de 2,1% este ano e um crescimento de 1,5% em 2025. O consumo privado deverá desempenhar um papel fundamental, impulsionado pelo baixo nível de desemprego e pelo aumento dos salários reais. O investimento privado deverá registar uma melhoria gradual devido à transferência da atividade industrial para o México. Embora as exportações possam ser prejudicadas por um crescimento mais lento nos principais parceiros comerciais, a economia tem a ganhar com a sua profunda integração nas cadeias de valor da indústria transformadora e com a tendência de nearshoring.

Em 2023, o governo mexicano manteve uma política orçamental prudente, com o défice orçamental a permanecer inalterado em relação ao ano anterior, em 4,2% do PIB, apesar do aumento dos pagamentos de juros, do aumento das dotações para programas prioritários e da diminuição das receitas provenientes dos impostos sobre o petróleo. O FMI prevê que o défice aumente para 5,8% em 2024, devido ao aumento das dotações orçamentais para as despesas sociais, nomeadamente para as pensões universais não contributivas, e aos investimentos substanciais em projectos de infra-estruturas essenciais na região sul. O aumento do défice deverá contribuir para um aumento da dívida das administrações públicas em relação ao PIB para 54,7% em 2024, contra 52,7% no ano passado, também devido às elevadas taxas de juro reais e a uma orientação política pró-cíclica. A inflação global continuou a diminuir ao longo de 2023, situando-se em média em 5,5%, embora com pressões particularmente elevadas nos serviços. Projeta-se que tanto a inflação anual global como a inflação subjacente diminuam gradualmente, prevendo-se que atinjam o objetivo de 3% no final de 2025.

O mercado de trabalho tem vindo a recuperar desde a pandemia. Em 2023, a taxa de desemprego do México diminuiu para 2,9%, mas prevê-se que aumente para 3,1% este ano e para 3,4% em 2025 (FMI). Até à data, estima-se que o sector informal ainda envolva cerca de 60% do emprego (OCSE). Os principais desafios que continuam por resolver incluem a elevada dependência da economia dos EUA, taxas de criminalidade elevadas e crescentes, desigualdade de rendimentos, enfraquecimento das infra-estruturas e da educação e décadas de subinvestimento no sector petrolífero.

 
Indicadores de crescimento 20222023 (E)2024 (E)2025 (E)2026 (E)
PIB (bilhões de USD) 1.465,851.811,471.994,152.081,182.171,30
PIB (crescimento anual em %, preço constante) 3,93,22,11,51,8
PIB per capita (USD) 11.26613.80415.07215.60716.160
Saldo do Balanço de Pagamentos (em % do PIB) -4,2-4,2-5,8-2,8-2,8
Dívida Pública (em % do PIB) 54,152,754,755,155,5
Índice de inflação (%) n/a5,53,83,13,0
Taxa de desemprego (% da população economicamente ativa) 3,32,93,13,43,6
Balanço das transações correntes (bilhões de USD) -18,05-26,62-28,54-23,57-18,89
Balanço das transações correntes (em % do PIB) -1,2-1,5-1,4-1,1-0,9

Fonte: IMF – World Economic Outlook Database, October 2021

Principais setores econômicos

A economia do México é diversificada, incluindo indústrias de alta tecnologia, produção de petróleo, exploração de minerais e indústria transformadora. De acordo com os últimos dados do Banco Mundial, a agricultura representa 4% do PIB do México e emprega 12% da população ativa do país. O México é a sétima potência agrícola do mundo e encontra-se entre os maiores produtores mundiais de café, açúcar, milho, laranjas, abacates e limas. A criação de gado e a pesca são também actividades importantes na indústria alimentar. O México é também o quarto maior produtor mundial de cerveja e o seu maior exportador. O sector agrícola sofre de secas ocasionais (sendo 2023 o ano mais seco desde 1957) e de outros problemas relacionados com o clima.

O sector emprega 26% da força de trabalho mexicana e representa 33,6% do PIB, de acordo com o Banco Mundial. O México encontra-se entre os principais produtores mundiais de muitos minerais, incluindo prata, fluorite, zinco e mercúrio. Além disso, as reservas de petróleo e gás são um dos bens mais preciosos do país. O sector aeroespacial registou um forte crescimento, graças ao desenvolvimento de um cluster em Querétaro e à presença de cerca de 190 empresas, entre as quais a Bombardier, a Goodrich, o grupo Safran e a Honeywell, que empregam 30.000 pessoas. O México é também um dos dez maiores produtores de automóveis do mundo e, devido a investimentos imobiliários significativos, o sector da construção é dinâmico. Estima-se que o sector da indústria transformadora represente, por si só, 21% do PIB. De acordo com dados oficiais, a produção industrial registou um crescimento anual de 3,9% nos primeiros dez meses de 2023.

O sector dos serviços representa 57,6% do PIB e emprega 62% da mão de obra. Os sectores da alta tecnologia, da informação e do desenvolvimento de software registam um verdadeiro impulso, impulsionado pela qualidade da mão de obra, pelos clusters e pelos baixos custos de funcionamento que favorecem a criação de centros de atendimento. Os serviços médicos e o turismo têm registado um crescimento constante nos últimos anos, principalmente devido aos custos de serviço mais baixos do que noutros países ocidentais. Embora o sector dos serviços tenha sido o mais afetado durante a pandemia, registou uma recuperação significativa nos últimos dois anos. O turismo é um sector vital para a economia mexicana, com o número de visitantes estrangeiros a aumentar 11% até outubro de 2023, em comparação com o ano anterior (dados INEGI). No conjunto de 2022, o PIB turístico registou um total de MXN 2.372.556 milhões, equivalente a 8,5% do PIB nacional.

 
Divisão da atividade econômica por setor Agricultura Indústria Serviços
Emprego por setor (em % do emprego total) 12,3 25,6 62,0
Valor agregado (em % do PIB) 4,1 32,1 58,8
Valor agregado (crescimento anual em %) 2,8 3,3 2,8

Fonte: World Bank, Últimos dados disponíveis. Devido ao arredondamento, a soma das percentagens pode ser superior / inferior a 100%.

 

Obtenha mais informações sobre o seu setor de atividade em nosso serviço Estudos de mercado.

 
 

Retrouvez tous les taux de change Conversor de divisas.

 

Indicador de liberdade econômica

Definição

O indicador de liberdade económica mede dez componentes da liberdade económica, divididos em quatro grandes categorias: a regra de direiro (direitos de propriedade, nível de corrupção); O papel do Estado (a liberdade fiscal, as despesas do governo); A eficácia das regulamentações (a liberdade de inciativa, a liberdade do trabalho, a liberdade monetária); A abertura dos mercados (a liberdade comercial, a liberdade de investimento e a liberdade financeira). Cada um destes dez componentes é medido numa escala de 0 a 100. A nota global do país é uma média das notas dos 10 componentes.}}

Nota:
65,5/100
Posição mundial:
65
Posição regional:
11

Mapa de liberdade econômica no mundo
Fonte: Índice de Liberdade Econômica 2017

 

Classificação do ambiente de negócios

Definição

O ranking de ambiente de negócios mede a qualidade ou a atratividade do ambiente de negócios nos 82 países abrangidos pelas previsões do The Economist. Este indicador é definido pela análise de 10 critérios: o ambiente político, o ambiente macroeconômico, as oportunidades de negócios, as políticas no que diz respeito a livre iniciativa e concorrência, as políticas no que diz respeito ao investimento estrangeiro, o comércio exterior e o controle do câmbio, a carga tributária, o financiamento de projetos, o mercado de trabalho e a qualidade das infraestruturas.

Nota:
6.36/10
Posição mundial:
43/82

Fonte: The Economist Intelligence Unit - Business Environment Rankings 2020-2024

 

Risco país

Consulte a análise de risco do país sugerida por Coface.
 

Return to top

Fontes de informação econômica

Ministérios
Lista das agências e ministérios do governo
Ministério das Relações Exteriores
Ministério da Previdência
Ministério da Energia
Ministério do Desenvolvimento Agrário, Fundiário e Urbano
Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural
Órgão de estatísticas
Instituto Nacional de Estatística e Geografia
Banco Central
Banco do México
Bolsas de Valores
Bolsa de valores do México
Portais econômicos
Comércio no México
 

Return to top

Alguma observação sobre este conteúdo? Fale conosco.

 

© eexpand, todos os direitos de reprodução reservados.
Últimas atualizações em Abril 2024